Transplante Osseo na Real

Um diario sobre o tema

No mundo do cangaço

Após anos e anos assistindo a repetições de telenovelas que, não se pode negar, é uma forma tipicamente brasileira de arte, enfim, num mundo do cangaço, onde se trata desiguais com desigualdade, acreditando ser a maneira justa de vida, me realizo novamente como brasileira, neste tipo de arte. Parabéns a equipe deste que, com certeza, será um clássico premiado da teledramaturgia no País.

Mas como estou aqui para falar de transplante… Neste um mês que fiquei sem teclar tanto ocorreu! A Justiça Federal no DF, onde trabalho, instalou o seu Programa de Acessibilidade em grande estilo, enaltecendo a arte daqueles que têm Síndrome de Down com exposição de telas e dança. Palestra sobre doação de ossos e acessibilidade também foram ofertadas gratuitamente a qualquer cidadão brasileiro que desejasse está presente.

Fiquei fortemente doente, com um dos brindes que vêm com os remédios da artrite idiopática juvenil, a síndrome do colo irritável, com diarréia aguda por mais de dois meses.

José Alencar, nosso ex-presidente, aquele grande sujeito que lutou bravamente contra o câncer fez sua passagem.

E… o cangaço voltou à tona. Há pouco mais de duas semanas, dezenas de adolescentes foram baleados na escola, no Rio de Janeiro, e morreram. A vida imita a arte ou a arte imita a vida?

Essa interrupção abrupta da vida nos assusta. Talvez esse rapaz que atirou se sentisse como um justiceiro cangaceiro, quem sabe, fazendo justiça com as próprias mãos já que a vida não o fez, em sua concepção, ao que parece. E assim como no cangaço, uma das famílias que teve seu ente mortalmente ferido trouxe a tona a solidariedade, e doou os ossos ao único banco de ossos e tecidos 100% gratuito do Brasil, no Rio de Janeiro. Esta foi a primeira vez que a equipe do banco de tecidos do Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia) conseguiu autorização para a retirada de um corpo do Instituto Médico-Legal (IML) para fazer a captação no próprio Instituto.

Neste exato momento em que teclo, 300 brasileiros aguardam uma oportunidade de se operar, pelo Sistema Único de Saúde, por meio do Into. E, assim quem sabe, como no cangaço, como entre aqueles que lutam bravamente por qualidade de vida, voltar a viver. É por esses brasileiros que, como eu, não desistem nunca, que mantenho essa campanha informativa. Nesta homenagem ao bravo sertanejo, cangaceiro, cidadão brasileiro, deixo meus pensamentos da semana. E que venha a brava gente brasileira florescer, já que estamos em período de Páscoa.

Petiscos do mês

Em Brasília: reativada a FRENTE PARLAMENTAR DO CONGRESSO NACIONAL EM DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA. O evento, em 05 de abril, discutiu a Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, documento ratificado pelo Brasil em 2008/9.

Finalidades da FRENTE PARLAMENTAR:

a) Acompanhar políticas e ações que se relacionem às pessoas com deficiência;

b) Promover debates, simpósios, seminários e outros eventos pertinentes ao tema, divulgando seus resultados;

c) Promover o intercâmbio com entes assemelhados de parlamentos e entidades de outros países, visando o intercâmbio de ações congêneres;

 d) Acompanhar a tramitação de matérias na Câmara dos Deputados e no Senado Federal que tratem do assunto pessoas com deficiência e correlatos.

A pesquisa Vigitel 2010, que traça perfil de hábitos que norteiam a população brasileira, foi apresentada pelo ministério da Saúde. O estudo indica sedentarismo e alimentação pouco saudável. Mais informações AQUI.

Vacinação antigripal: Rio de Janeiro, São Paulo e demais capitais lançam, neste mês, a vacinação contra o vírus da cepa 2010/2011 da gripe. Vale ressaltar que as pessoas com doenças autoimunes, com a artrite idiopática, devem tomar a vacina – a não ser que sejam alérgicas a ovo. Procure a secretaria de saúde de seu estado ou município. Esse é um direito seu.

Saúde indígena: Os índios também serão vacinados contra diversas doenças, como paralisia infantil, difteria, tétano, coqueluche e gripe. Neste ano, a abertura oficial será na próxima segunda-feira (25) na Aldeia Feijoal, em Atalaia do Norte (AM).

Lembrete: Into continua cadastrando voluntários com osteoporose para participar de pesquisa. Acesse o formulário AQUI ou ligue para 21 3512-4987 ou 3512-4988.

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: