Transplante Osseo na Real

Um diario sobre o tema

Único banco de ossos 1oo% gratuito do Brasil bate recorde de doações

Banco de Tecidos[1]

Localizado no Rio de Janeiro, o Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia) já pode, inclusive, remeter osso para outros estados do Brasil.

Campanha da Saúde

Desde que eu fui transplantada com ossos, em 2006, espero por este momento. Posso me lembrar, ao fechar os olhos, exatamente do instante em que cheguei ao centro cirúrgico e vi os médicos: Sérgio, Cláudio, Marco, Rinaldi, as anestesistas… Lembro das roupas azuis, dos tubos, dos cateteres, da perfeição astral… Lembro daquele momento em que me dispus a tentar o impossível, que, aliás, deu certo. Reaprendi a andar pela quinta vez… Hoje, estou tentando de novo, pela sexta vez.

 Em 2006 operei os dois quadris e, graças a doação de doadores cadáveres reaprendi a andar e a viver sem dor. E, de lá pra cá, cada segundo da minha vida dedico a divulgar que doar ossos é possível e que salva vidas. E agradeço aos familiares que autorizaram a doação de meus doadores, ainda que não possa saber quem são, em razão da legislação do Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

 Graças a Deus, à campanha informativa que contou com o lançamento do “Diário de um transplante ósseo – na real, dois” – livro de minha autoria e lançado na III Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência do Senado Federal, em 2007 – às entrevistas e à informação divulgada pela parceria Senado Federal e Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), o único dos seis bancos de ossos do Brasil que é 100% gratuito, a atual equipe do banco, coordenada pelo médico ortopedista Rafael Prinz (chefe) conseguiu ampliar em 36% a captação de ossos em relação ao ano de 2009. “Foram 15 doações de cadáver e 13 doações de doadores vivos (cabeças femorais), explicou o médico em conversa por e-mail, comigo.

 “Atualmente estamos em condições de atender aos pedidos externos, devido a melhora do nosso estoque, e já estamos encaminhando tecidos para transplante ortopédico em outros estados, como Minas Gerais e Santa Catarina”, divulgou.

 Médico: Saiba como receber o osso a ser transplantado

Para tanto, o médico transplantador (que deve estar cadastrado no SNT – Sistema Nacional de Transplante) deve entrar em contato com o banco de ossos e tecidos do Into para solicitar o enxerto e receber esclarecimentos dos papéis necessários. O hospital onde o mesmo irá realizar o transplante também tem que estar credenciado e autorizado pelo SNT.  “O transporte aéreo é gratuito para o local da cirurgia por meio de acordo com empresas aéreas parceiras”, atestou Prinz. 

 Pois é… O que era um sonho, graças a cada um de nós, está virando realidade. Clique e saiba mais sobre o Into. Lembramos que não é preciso haver um banco de ossos em cada Estado. O importante é ter doação porque, então, o osso pode seguir para qualquer local, já que não se trata de órgão, mas de tecido. E, portanto, pode ser transportado posteriormente a morte do doador.

 Saiba como adquirir o livro “Diário de um transplante ósseo – na real, dois”

No livro que escrevi explico que uma doação pode beneficiar a até 30 pessoas, e que o osso não dá rejeição – mas precisa passar por tratamento correto no banco de armazenagem, onde fica numa espécie de “quarentena”, a fim de reduzir as chances de infecção e de transmissão de doenças ao paciente a ser transplantado.

 Para adquirir o livro que está em sua segunda edição acesse AQUI. Entre com o nome da autora, Larissa Jansen, ou com o título da obra. Eles remetem o exemplar, a cerca de 30 reais, para o endereço informado. Na primeira edição foram distribuídos, por meio de parceria com o Senado Federal e com os Correios, mais de 5.000 exemplares, o que representa que cerca de 20 mil brasileiros foram informados da iniciativa.

 A segunda edição, cuja tiragem foi de 5.000 exemplares, conta com menos de mil exemplares para distribuição.

Petiscos

Perfil do SUS – Nesta semana, o portal G1, da empresa de Comunicação Globo, divulgou uma pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), do Poder Executivo. Entre outros dados, o relatório mostrou que a falta de quantitativo de médicos é o principal problema do Sistema Único de Saúde (SUS). Clique AQUI e confira a pesquisa.

 Trabalho para PCDs – Queridos amigos com deficiência, ATENÇÃO!!! Estão abertas as inscrições para o concurso ao Tribunal Regional Federal da 1.ª Região. Há vagas para PCD – pessoas com deficiência. Converse com seu médico se a sua doença se enquadra em doenças funcionais, e boa sorte! Confira mais informações e o edital em WWW.jfdf.jus.br ou WWW.trf1.jus.br.

 Maio – O ministério da Saúde, a Advocacia Geral da União e a Justiça Federal no DF realizarão um seminário, na capital federal, sobre judicialização da saúde. Confira a programação em breve, em WWW.jfdf.jus.br.

 Saúde – Nesta semana, foi aprovada a Lei orçamentária. Em 2011 a Saúde terá 77 bilhões de reais para distribuir em ações, sendo que 60 bilhões serão para ações e serviços de saúde direta.

 

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: