Transplante Osseo na Real

Um diario sobre o tema

Dia Mundial de Combate a Artrite Reumatóide movimenta o Brasil

Fonte: ABr – Agencia Brasil de Noticias – www.agenciabrasil.gov.br

Diagnóstico precoce é a melhor forma de combate à artrite reumatoide, dizem especialistas
Repórter da Agência Brasil

Marcos Chagas

Brasília – Uma doença que apresenta sintomas iniciais relativamente comuns como a fadiga e dor nas articulações, mas que não tem cura e pode levar à invalidez permanente. Assim é a artrite reumatoide que atinge cerca de 1,5 milhão de brasileiros, a maioria mulheres entre 30 e 50 anos.

Para conscientizar a população da importância de se diagnosticar precocemente a doença, a Sociedade Brasileira de Reumatologia participa do Dia Mundial de Conscientização sobre a Artrite Reumatoide com eventos em sete cidades, inclusive Brasília. É o terceiro ano que o Brasil participa da campanha mundial, que começou na Europa.

Além da fadiga e dor nas articulações, especialmente das mãos, punhos e pés, a enfermidade costuma manifestar-se pelo inchaço permanente nesses locais do corpo e pela chamada rigidez matinal, quando a pessoa tem dificuldade de se mexer ao despertar.

Brasília - No Dia Mundial de Conscientização sobre a Artrite Reumatoide, a jornalista Larissa Jansen fala sobre a sua experiência, relatada no livro Diário de um Transplante Ósseo Foto: Renato Araújo/ABr
 

Foto: Brasília – No Dia Mundial de Conscientização sobre a Artrite Reumatoide, a jornalista Larissa Jansen fala sobre a sua experiência, relatada no livro Diário de um Transplante Ósseo

Credito da Foto: Renato Araújo/ABr

 

O presidente da Sociedade de Reumatologia do Distrito Federal, Rodrigo Aires Corrêa Lima, explicou que a demora no diagnóstico e tratamento ainda é o maior desafio para o controle da artrite no país. Por isso, a campanha do terceiro ano de realização do evento tem como slogan “Vamos Trabalhar Juntos” – forma de convocar as pessoas a procurarem um especialista ao apresentar os primeiros sintomas.

O médico destacou que os brasileiros levam de dois a cinco anos para consultar um reumatologista, geralmente quando já se manifestam sintomas mais graves como algum tipo de deformidade, só corrigidas por cirurgia. “A prevenção, neste caso, é o diagnóstico precoce. Se atendidos cedo, podemos interromper o processo inflamatório nas articulações e melhorar a vida do paciente com o controle da doença”, afirmou Rodrigo Aires.

O tratamento pode necessitar de medicações de alto custo, entretanto a maioria fornecida gratuitamente pela rede pública. O presidente da Sociedade de Reumatologia do DF acrescentou que a artrite reumatoide pode, em estágios avançados, atingir o coração e o cérebro, a partir do aumento dos índices de colesterol o que torna os pacientes vulneráveis a outras doenças como infarte e acidente vascular cerebral (AVC).

Edição: Talita Cavalcante

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: