Transplante Osseo na Real

Um diario sobre o tema

Transplante de ossos em foco

Into realiza evento para homenagear as mulheres

09.03.2009

Para homenagear as 1.123 funcionárias, o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), órgão do Ministério da Saúde, realizou ontem, dia 09 de março, um evento para comemorar o Dia Internacional das Mulheres, que representam 58% da força de trabalho do Instituto. A ocasião serviu também para ressaltar a importância da doação de ossos e divulgar mais informações sobre o assunto. A jornalista Larissa Jansen, uma paciente do Into, foi a convidada especial. O encontro contou com a presença do chefe substituto do Centro de Cirurgia do Quadril, Marco Bernardo Cury, e do chefe do Banco de Ossos, Rafael Prinz, que abordaram a história de superação de Larissa.

Larissa Jansen, ou Lalá, como é conhecida pelos amigos, foi diagnosticada aos 7 anos como portadora de Artrite Idiopática Juvenil (AIJ), que atinge várias articulações, geralmente as dos quadris, joelhos, dedos das mãos e dos pés, resultando em edema, dor articular e limitação de movimentos. A AIJ acomete muito mais o sexo feminino. Dependendo da gravidade da doença, os pacientes são submetidos à cirurgia para melhorar a qualidade de vida. Lalá precisou passar por dois transplantes ósseos no quadril. As operações foram realizadas no Into, em 2006.

Durante o evento, Larissa falou como lida com a doença, inclusive nas dificuldades extras por ser do sexo feminino. “É difícil ser feminina com a doença. Além das deformidades no corpo, até mesmo fazer unha dói. Fazer depilação também é complicado. Nas axilas, por exemplo, não consigo levantar os braços acima da cabeça. A própria relação entre homem e mulher fica com limitações. A grande sacada é saber driblar as adversidades”, diz a jornalista.

Para ajudar a lidar com a recuperação entre uma cirurgia e outra, Larissa escreveu um livro com a sua história, “Diário de um transplante ósseo – na real dois”, que foi distribuído gratuitamente e com direito a um autografo de Lalá.

Segundo o responsável pelos transplantes de Larissa, Marco Bernardo, no Centro de Cirurgia do Quadril, cerca de 90 % dos pacientes são mulheres e 5% dos pacientes são pessoas com seqüelas da AIJ. O tratamento clínico varia de acordo com o subtipo da AIJ e deve ser precocemente iniciado para alivio dos sintomas e prevenção de sequelas. As complicações mais frequentes são: assimetria mandibular, atraso do crescimento, discrepância no comprimento das pernas, problemas ortodônticos, atrofias musculares, distúrbios oftalmológicos e outros.

Já o chefe do Banco de Ossos do Into, Rafael Prinz, abordou a importância da doação de ossos para pacientes com perdas ósseas provocadas por tumores, trocas de próteses articulares, problemas odontológicos, entre outros. Outro ponto abordado foi a questão da preservação do corpo do doador.

– O maior empecilho à doação é a idéia de que o corpo não terá sua aparência preservada nas cerimônias de funeral. Entretanto, a legislação regulamentadora da atividade de transplante no Brasil determina a recomposição do cadáver após a retirada dos ossos e tecidos. As regiões, após a retirada dos ossos, são preenchidas com material sintético. Em nenhuma hipótese, são retirados ossos da face do doador – esclarece o chefe.

O encontro chegou ao fim com o poema do dr. Sérgio Vianna, do Centro de Cirurgia do Pé e Tornozelo, que homenageou todas as mulheres presentes com e, em especial, a dona Sirley Simões de Paiva, que durante anos trabalhou no Instituto.

Doação de ossos – O osso é um tipo de tecido músculo-esquelético e um único doador pode beneficiar em torno de 30 pacientes.O Banco de Ossos do Into, criado em 1989, é o único público do Brasil e faz a doação de forma totalmente gratuita, com condições de captar e processar cerca de 60 doações por mês. Infelizmente, o Instituto recebeu apenas 11 doações em 2007 e 10 em 2008. No Brasil, existem seis bancos de ossos.

Vale ressaltar que todo o procedimento de distribuição de ossos é regulado pela Central Estadual de Transplantes, não implicando em qualquer custo para a família do receptor.

Veja as fotos do evento

Larissa Jansen durante sua apresentação

Larissa Jansen durante sua apresentação

O chefe substituto do Centro de Cirurgia do Quadril, Marco Bernardo Cury

O chefe substituto do Centro de Cirurgia do Quadril, Marco Bernardo Cury

O chefe do Banco de Ossos, Rafael Prinz

O chefe do Banco de Ossos, Rafael Prinz

Após o seu depoimento, Marcinha recebe flores

Após o seu depoimento, Marcinha recebe flores Evanise, dona Sirley e o diretor do Into, Geraldo Motta

Sérgio Vianna e Larissa Jansen

Sérgio Vianna e Larissa Jansen

Anúncios

2 Comentários»

  Thiago martins coelho wrote @

mas terei que esperar tanto ?
pois minha perna ta mais curta e
ganhei uma liminar que diz que o estado tem 20 dias para dar um parecer particular ou pelo sus
para que seje feito esse enxerto no colo do femur
sera que vcs nao podem me ajudar , estou vendo de fazer em marilia com o Dr Ilario que diz que é um exelente cirurgiao , e ele foi mto humano e disse para minha mae que me trataria pelo sus ,
entao estou esperando de cadeira de rodas mas confiante pena que é tudo tao demorado e estou a 8 meses sem andar ja
com fé em Deus conseguirei uma ajuda!!!
li seu email mto obrigado a Senhora Dr Larissa

  larissajansen wrote @

Oi Thiago! Pois eh, vc precisa esperar porque a lista de espera dos transplantes eh grande… O que se deve ao baixo indice de doacao. Por isso, campanhas informativas sao SUPER importantes. Mas vc ficara bom, na hora certa. TENHO CERTEZA. E nao sou medica!!! Sou apenas jornalista que escreve sobre saude publcia e tem livro sobre transplante de ossos. Antes de tudo, sou alguem que AMA A VIDA.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: